Empresas do Grupo:

INJEÇÕES QUÍMICAS

Sobre

Injeções químicas se caracterizam como uma solução utilizada para selar e recompor espaços e aberturas vazias existentes em estruturas de concreto. A injeção é realizada por meio de: perfuração e instalação de bicos metálicos injetores e aplicação de resinas químicas com auxílio de bomba, de modo que os espaços vazios, ocasionados pelas trincas e fissuras, sejam preenchidos, impedindo o ingresso de agentes agressivos nas estruturas ou recompondo o seu monolitismo

Vantagem

• Método prático que viabiliza o solucionamento de problemas em locais de difícil acesso, dispensando intervenções grandiosas;
• Permite que a estrutura de concreto atinja sua durabilidade e vida útil prevista em projeto inicial;

Indicações

• Usinas hidreléticas (vertedouros, barragens, casa de força, anel da turbina, etc)
• Reservatórios de água potável em geral;
• Tanques de esgoto;
• Obras especiais, como: tuneis, pontes, viadutos e passarelas
• Pisos de concreto;
• Galerias e poços subterrâneos;
• Estruturas marítimas.

Tipos de Injeções Químicas

Elastômero em gel de poliuretano de baixa viscosidade para injeção de trincas com ou sem a presença de água e para selamento e reparo não estrutural de trincas com movimentação.

Espuma de poliuretano hidroativada de poliuretano de baixa viscosidade para injeção de trincas com ou sem a presença de água e para tamponamento provisório de infiltrações.

Elastômero de gel de base acrílica hidroestruturado polimérico de baixa viscosidade e com tempo de reação controlável.

Durômero de poliuretano estrutural de baixa viscosidade para injeção de trincas com ou sem a presença de água e para
selamento e reparo estrutural de trincas.

Durômero epoxídico para reparo estrutural de trincas por injeção.




Rolar para cima