Empresas do Grupo:

Avaliação e análise de fissuras em fachadas: como detectar problemas estruturais

Avaliação e análise de fissuras em fachadas - como detectar problemas estruturais

As fissuras em fachadas são um dos sinais mais comuns e preocupantes de problemas potenciais na estrutura de uma construção. Para proprietários de imóveis, gestores de construção e engenheiros, a identificação correta da causa e a avaliação precisa do risco associado são essenciais para garantir tanto a segurança quanto a integridade das construções. 

Portanto, preparamos este artigo para explorar como detectar e avaliar fissuras em fachadas, enfatizando a importância de uma abordagem profissional na resolução desses problemas. Continue lendo!

Leia também: Qual é a diferença entre vazamento e infiltração?

O que causa fissuras em uma fachada?

As fissuras podem ser causadas por uma variedade de fatores, que vão desde o assentamento natural do solo até falhas na construção ou sobrecarga estrutural. Neste contexto, alguma das causas mais comuns incluem:

  • Movimentação do solo: Variações no conteúdo de umidade do solo podem levar a movimentos que afetam as fundações e, por consequência, as fachadas.
  • Temperatura e umidade: Mudanças climáticas significativas podem causar expansão e contração nos materiais de construção, resultando em fissuras.
  • Erro de construção: Uso de materiais inadequados ou práticas de construção pobres podem resultar em fissuras prematuras.
  • Sobrecarga estrutural: Alterações não planejadas na utilização dos edifícios que aumentam o peso suportado pelas estruturas podem levar à formação de fissuras.

Tipos de Fissuras em Fachadas

Identificar o tipo de fissura é o primeiro passo para entender a gravidade do problema. Fissuras podem ser classificadas de acordo com sua largura, padrão e localização, entre outros critérios:

  • Fissuras finas: Geralmente menos de 1 mm, podem ser causadas por retração do material ou pequenos movimentos estruturais.
  • Fissuras moderadas: Entre 1 mm e 5 mm, podem indicar problemas mais sérios, que necessitam de monitoramento contínuo.
  • Fissuras largas: Mais de 5 mm, frequentemente indicam problemas estruturais significativos que requerem intervenção imediata.

Métodos de Detecção e Análise

Para uma empresa especializada em engenharia, a análise de fissuras envolve uma combinação de técnicas que podem incluir:

  • Inspeção visual: É o primeiro passo e ajuda a identificar áreas problemáticas.
  • Uso de tecnologias como termografia infravermelha: Permite detectar variações de temperatura que indicam pontos de possível infiltração de água ou falhas na estrutura.
  • Ensaios não destrutivos: Como ultrassom ou radiografia, para examinar a integridade estrutural sem danificar a fachada.
  • Monitoramento estrutural: Inclui a instalação de dispositivos para medir movimentos e alterações ao longo do tempo, oferecendo uma visão dinâmica da saúde estrutural do edifício.

Quando procurar um profissional?

É essencial procurar a ajuda de profissionais especializados ao primeiro sinal de fissuras significativas. Engenheiros estruturais podem oferecer uma análise detalhada, determinando a causa das fissuras e o melhor caminho para reparação. Ignorar sinais de alerta ou adiar a avaliação pode levar a danos mais extensos e custos de reparo muito maiores.

Conclusão

Fissuras em fachadas podem ser um indicador de problemas simples ou sintomas de falhas estruturais graves. Uma abordagem proativa na detecção e análise dessas fissuras é crucial. 

Como especialistas em engenharia estrutural, a Montante Engenharia está equipada para ajudar você a entender e resolver esses problemas, garantindo a segurança e a longevidade das suas estruturas. Clique aqui e entre em contato já!

Rolar para cima