Empresas do Grupo:

Selamento e reparo de trincas e fissuras de UHE no município de Jacareacanga (PA)

Nesta obra foram realizados serviços de selamento, reparo estrutural e não estrutural em trincas e fissuras de uma Usina Hidrelétrica localizada no município de Jacareacanga, no Pará. Os serviços foram prestados entre setembro de 2020 e dezembro de 2020.

A usina fica localizada no Rio Teles Pires e tem capacidade instalada de 700 MW. Em outras palavras, isso significa que fornece energia suficiente para atender uma população de cerca 2,5 milhões de pessoas, capaz de abastecer cerca de quatro vezes a cidade de Cuiabá, por exemplo.

Reparo não estrutural

Primeiramente, para o tratamento e selamento de trincas e fissuras generalizadas foi utilizado MC INJEKT 2300 NV, um elastômero em gel de poliuretano flexível de baixa viscosidade para injeção para injeção em trincas e fissuras com ou sem a presença de água.

Este material é ideal para selamentos não estruturais em trincas com movimentações, pois se trata de um material de baixa viscosidade e possui boa penetração nas fissuras com iguais ou menores a 1,00 mm de espessura. Além disso, o MC INJEKT 2300 NV é altamente flexível, não retrai ou endurece e possui boa resistência química e aderência em superfícies úmidas.

Por outro lado, em locais com fluxo de água constante ou presença de vazios foi utilizada a MC INJEKT 2033, uma espuma de poliuretano hidroativada para injeção e tamponamento provisório de infiltrações e fluxos de água.

Também é um material com baixa viscosidade e boa penetração em fissuras com menos de 2,00 mm de espessura, tem rápida reação em contato com a água e boa aderência em superfícies úmidas. A MC INJEKT 2033 é um material expansivo e por isso é utilizado para preenchimento de vazios para limitar o consumo de produtos nas injeções posteriores com MC INJEKT 2300 NV, que não endurece.

Nas juntas de dilação da escada de acesso as galerias da tomada d’água, a equipe optou pela utilização do MC INJEKT GL95 TX, um elastômero em gel de base acrílica hidroestruturado polimérico de baixa viscosidade, material indicado para selamento de juntas, fissuras e vazios em estrutura de concreto em contato permanente com água.

Reparo estrutural

Para o selamento e recomposição de monoliticidade no contato metal/concreto na galeria anelar foi especificado injeção de MC INJEKT 2700 L, um durômetro de poliuretano estrutural com baixa viscosidade para selamentos rígidos e preenchimento de fissuras, juntas e cavidades em obras de engenharia com ou sem a presença de água.

Instalação de bicos metálicos

O processo de injeção foi realizado através de bicos metálicos com válvula removível e corpo de borracha expansiva 14x110mm, desenvolvidos especificamente para realização de tal atividade.

Os furos foram feitos através de marteletes perfuradores e brocas com e=14 mm e até 1000mm de comprimento, depois direcionados durante o processo de perfuração para atingir e atravessar o canal de fluxo montante das infiltrações, ou o meio das fissuras ou trincas.

Após a conclusão da perfuração, iniciou o processo de limpeza dos furos através de aspiração ou sopro, garantindo a máxima retirada de residos de pó armazenados no interior dos furos, evitando assim, que no momento da injeção possa ocorrer falha no fluxo da resina através das fissuras e/ou trincas.

Concluido o processo de limpeza dos furos, foi feita a instalação dos bicos obturadores através de chaves combinadas 10 ou chave ‘L’ 10 com torque adequado garantindo a perfeita vedação dos bicos evitando retorno de resina no momento da injeção.

Mistura e injeção de resina de poliuretano não estrutural

A resina de poliuretano é composta pelo componente A e o componente B, a injeção iniciou no processo de mistura dos componentes, sendo que o MC INJEKT 2300 NV (GEL), possui proporção de mistura de 3 :1(A :B), e o MC INJEKT 2033 (ESPUMA), pode ter sua proporção de mistura iniciando em 5 :1(A :B) (reação mais rápida) até 10 :1(A :B) (reação mais lenta), como não utilizamos o MC INJEKT 2033 para contenção de fluxo e sim para preenchimento de vazios, utilizamos a pré-dosagem de fábrica que é de 7 :1(A :B).

Após a mistura iniciou o processo de injeção através de bomba eletropneumática de alta pressão, garantindo assim que a resina de poliuretano siga o fluxo contrário da água e fazendo o preenchimento dos vazios deixados, garantindo então total estancamento das infiltrações e protegendo o concreto e a armadura.

Conclusão

Após a conclusão dos serviços de injeção iniciou o serviços de quebra de bicos, tamponamento dos furos com argamassa de reparo e lixamento dos resíduos de resina que escorreu na superfície de concreto.

Foi realizado à instalação de calhas de PVC, para direcionamento de infiltrações em juntas de galeria com fluxo de água, os quais foram concluídos com êxitos e satisfação da contratante.

Se interessou? Clique aqui para realizar um orçamento! A Montante está em todo território nacional!

Rolar para cima